Precisa de Ajuda?
  • Entre em contato - (11) 4249-2545
  • Ajudar um dependente químico que não quer ajuda é bem difícil, isso porque o mesmo não reconhece sua dependência ou mesmo que está doente. Essas pessoas vivem a dualidade de não querer usar e consumir a droga, entretanto, não conseguem viver sem ela!

    Logo tanto familiares quanto amigos acabam sofrendo ao tentar ajudar essas pessoas, justamente porque precisam fazer essa pessoa reconhecer que precisa de ajuda e tratamento para não representarem risco para si e para outros.

    E agora como ajudar um dependente químico que não quer ajuda?

    Na verdade, ajudar um dependente químico que não quer ajuda requer que os familiares/amigos busquem estratégias para que os mesmos consigam se tratar positivamente, porém, é preciso saber como ajudar aos mesmos.

    Desta forma, confira abaixo algumas maneiras de ajudar essa pessoa que precisa se livrar dos vícios e da dependência química.

    1.1 Comece procurando um local mais tranquilo para conversar

    Na realidade, para ajudar um dependente químico que não quer ajuda, saiba que o primeiro passo é estabelecer uma relação de segurança, confiança e proximidade. Desta maneira, comece procurando um local calmo e tranquilo para conversar com essa pessoa a sós, ofereça apoio!

    Nunca em hipótese alguma se coloque como cumplice da mesma, jamais demonstre conivência com as escolhas ruins que a mesma faz, e ofereça um diálogo aberto e super franco, puramente com o objetivo de fazer essa pessoa entender os impactos negativos dos vícios.

    Antes de fazer isso, saiba que é muito importante que você se prepare para isso, procure ter certeza de que realmente reuniu as informações úteis e necessários sobre os vícios e então exponha suas ideias, procurando sempre a conscientização do dependente.

    1.2 Crie uma estratégia para ajudar ao dependente químico

    Certamente para poder ajudar esse dependente químico que não quer ajuda muitas vezes a família deverá elaborar estratégias eficazes para lidar com essa dependência. Geralmente, o primeiro impulso da família é tomar o controle da situação e acabam acusando, não é certo.

    Sendo assim, a família precisará avaliar a situação como um todo, e entender os acontecimentos ao redor para encontrar os verdadeiros motivos que foram capazes de estimar o uso de substâncias entorpecentes.

    1.3 Procure estabelecer limites

    Um fato aqui, é que o consumo de substâncias químicas realmente é capaz de fazer essa pessoa dependente a perder alguns parâmetros de convívio tanto social quanto familiar. O uso dessas drogas não gera apenas problemas de saúde, e sim em todo o âmbito da vida do dependente.

    Estabeleça limites do que pode ou não ser feito, principalmente quando essa pessoa estiver sob o efeito dessas substâncias. Se afaste e faça com que o dependente perceba que suas ações possuem consequências, e que ninguém estará ali para passar a mão em sua cabeça.

    1.4 Buscando ajuda médica

    De fato, a melhor maneira de ajudar um dependente químico que não quer ajuda, diz respeito a buscar ajuda médica para o mesmo. Desta maneira, buscar clínicas como o Grupo Nova Vida permite que essas pessoas consigam atendimento especializado para lidar com a dependência.

    Geralmente o tratamento acaba sendo realizado por uma equipe multidisciplinar da Clínica de Recuperação Grupo Nova Vida, essa que deve incluir enfermeiros, médicos, nutricionistas, orientadores e até mesmo psicólogos que podem fazer um acompanhamento periódico do paciente para avaliar a evolução do tratamento.

    Entre em contato

    Tratamento Somente Particular

    Horários de Atendimento: Segunda à Sexta das 8:00 ás 21:00

    Finais de Semana e Feriados (Somente via Whatsapp ou E-mail) - Remoção 24 horas;

    Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.