Precisa de Ajuda?
  • Entre em contato - (11) 4266-1380
  • A dependência química é uma doença que pode atingir pessoas em diversas situações e idade. Mas, você já parou para pensar qual papel da família na reabilitação de um dependente químico?

    A família nesses casos, acaba servindo como um alicerce para quem passa por essa situação. Para o paciente conseguir se recuperar, é preciso de muito apoio.

    Se você quer entender um pouco mais sobre essa importância, confira as informações a seguir para saber como ajudar o seu familiar dependente químico:

    O QUE É DEPENDÊNCIA QUÍMICA?

    A dependência química é uma doença que afeta o comportamento da pessoa, alterando a função cognitiva e fisiológica depois de um tempo do consumo contínuo da droga.

    Além disso, a compulsão pelo uso das drogas acaba ficando cada vez mais forte, onde a pessoa precisa consumir quantidades maiores para sentir o mesmo efeito todas as vezes. É justamente isso que leva à dependência química.

    O problema da dependência é conseguir controlar o consumo das drogas, fazendo com que ações negativas sejam pertinentes por conta desse uso.

    As drogas acabam se tornando parte essencial da vida do usuário, levando-o a ações que podem dificultar a sua rotina.

    É extremamente importante que o usuário procure ajuda de profissionais capacitados para ajudar nesse período de reabilitação.

    Existem alguns casos em que apenas um acompanhamento é necessário para se reabilitar, já em outros, é preciso uma internação em clínicas.

    COMO IDENTIFICAR UM DEPENDENTE QUÍMICO?

    Antes mesmo de oferecer um certo tipo de ajuda, é preciso saber identificar se o seu familiar é um dependente químico. Alguns dos sinais são:

    • Desejo de usar as drogas excessivamente
    • Perda de controle no uso das drogas
    • Sempre procurar por quantidades maiores.

    Observar esses sinais é importante para identificar se ele é um dependente químico. Se você já o conhece e quer saber se ele está em sinal de abstinência, se atente aos seguintes sinais:

    • Tremores
    • Irritabilidade
    • Insônia
    • Agressividade
    • Sudorese.

    COMO A FAMÍLIA PODE AJUDAR NA REABILITAÇÃO?

    A família possui um papel muito importante durante o processo de reabilitação. Nesse momento, é necessário que o paciente não se sinta sozinho ou deixado de lado, para se sentir incentivado a largar os vícios.

    É importante que a família busque se preparar para conseguir lidar com um dependente químico em reabilitação. Não faça comentários críticos e nem julgue o paciente nessas condições.

    Isso, além de afetar o psicológico da pessoa, pode fazer com que ela desista de passar pela reabilitação, levando a uma recaída.

    É importante também que os familiares tenham um pouco de noção do grau da dependência química que aquele familiar se encontra. Busque sempre se informar e estudar sobre a doença para saber mais do assunto, buscando alternativas de ações que vão auxiliar no processo. Por isso o papel da família na reabilitação de um dependente químico é essencial.

    A família deve ajudar o paciente a passar pelo processo de recuperação sabendo lidar com todas as etapas difíceis que envolvem esse momento. Afinal, eles estão ali para facilitar com atitudes que vão incentivar o usuário a continuar, e não a desistir no caminho.

    Assim, não só os profissionais envolvidos no processo de recuperação, mas também toda a família possui um papel essencial de suporte para o paciente. A busca pela reabilitação pode ser muito dolorosa e solitária, com isso, esteja sempre pronto para ser um suporte ao seu familiar.

    COMO A FAMÍLIA DEVE AGIR DURANTE A INTERNAÇÃO DO DEPENDENTE QUÍMICO?

    A partir do momento em que o paciente precisa ser internado para passar pelo processo de reabilitação, surgem muitos medos, questionamentos e inseguranças na família.

    As incertezas sobre se o tratamento vai dar certo ou não são as mais comuns de todas. Isso porque, muitas das vezes quando é preciso recorrer à internação, outras tentativas já foram feitas anteriormente, e lógico, sem sucesso.

    A falta de conhecimento e informação pode fazer com que a família não acerte de primeira na tentativa de ajudar o paciente. Com isso, muitos tratamentos podem acontecer de maneira errada, fazendo com que, ao invés de ajudar, acabam atrapalhando e servindo de gatilho para que haja recaídas.

    Por isso, precisamos sempre lembrar que o papel da família na reabilitação de um dependente químico é de grande destaque durante todo o processo de um indivíduo, impedindo que o problema tome proporções maiores e auxiliando no combate às drogas.

    Se você precisar de uma orientação profissional conte com a Clínica de Recuperação Grupo Nova Vida!

    Entre em contato

    Tratamento Somente Particular

    Horários de Atendimento: Segunda à Sexta das 8:00 ás 21:00

    Finais de Semana e Feriados (Somente via WhatsApp ou E-mail) - Remoção 24 horas;

    Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.